É em pleno Ribatejo, entre Porto de Muge e Valada, que se localiza a Quinta da Marchanta. Com 3 hectares até quase à beira do Tejo, revela lá ao fundo, a enorme casa centenária que, em tempos foi uma adega; a torre de água singular, datada de 1877; um pombal; uma antiga capela e os estábulos, em que foi preservado a traça e o charme dos edifícios. Todos os jardins circundantes foram restaurados para albergar este boutique hotel que dispõe de 4 quartos, 3 espaçosos apartamentos, um espaço comum -Tertúlia/Bar -; piscina e instalações equestres.
Alinhado-se com as margens do Tejo, fica a 15 km de Santarém, a capital do gótico, e 60 km a norte de Lisboa. As férteis planícies fluviais circundantes, são conhecidas pela produção de vegetais e vinhos, passando por aqui também a rota de peregrinação para Fátima e o caminho de Santiago.